Três renovações automáticas de jogadores no Grêmio contestados pela torcida Gremista

Três renovações automáticas de jogadores no Grêmio contestados pela torcida Gremista

Anúncios
Anúncios

Se por um lado Pedro Geromel renovou com o Grêmio por cláusula por metas, o clube poderá ter outras duas prorrogações na mesma situação: Janderson e Rodrigo Ferreira. O terceiro caso envolve o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, mas não deve cumprir as condições de porcentagem de compra.

Anúncios
Anúncios

Rodrigo Ferreira e Janderson foram contratados para tirar o time da Série B, e seus termos estipulavam um gatilho obrigatório para uma possível permanência. O lateral-direito precisa de mais 10 jogos em 45 minutos para que o Tricolor possa comprá-lo do Mirassol-SP. Esses valores não foram comunicados pelas partes.

Já para o atacante, que pertence ao Corinthians, mas tem 20% dos direitos financeiros vinculados ao tricolor, a condição apenas prevê uma renovação automática para o ano de 2023. O pessoal do departamento de futebol do Grêmio confirma essa informação.

Para Pedro Geromel, que está na Arena desde 2014, a cláusula diz respeito ao seu tempo de jogo em 2022. O ídolo de 37 anos estendeu seu contrato automaticamente, já que o zagueiro ultrapassou seus 60% de gol obrigatório. Mesmo que o salário fosse considerado alto, os torcedores reconheceram a persistência.

Anúncios
Anúncios

O terceiro caso é diferente e envolve a compra de direitos econômicos. Diogo Barbosa, que atualmente atua como lateral-esquerdo reserva, não terá mais os 12,5% que comprou do Palmeiras por 10 milhões de reais. A ativação da compra também requer mais de 60% de participação. Se for escolhido por Roger Machado em todas as rodadas, ele estará em apenas 55% do confronto nesta temporada.

A lista poderia ser maior. Benítez foi liberado para o América-MG e esteve muito perto de fechar um empréstimo pelo Independiente-ARG com cláusula de compra em caso de transferência para a Série A. Pela pressão que teve da torcida, fez com que a direção mudasse o contrato.

De acordo com jornalistas argentinos, o meia seria comprado caso jogasse 60% de seus jogos em 2022, o Tricolor devia ficar com metade do passe do atleta por US$ 1,5 milhão (R$ 7,7 milhões) e assinar um contrato de três mandatos.

Gremista

© Gremista. Todos os direitos reservados.