Grêmio revela profunda revolução em seu departamento de futebol, concretizando as saídas de Roger Machado, Paulo Paixão, Sérgio Vasques e Denis Abrahão

Grêmio revela profunda revolução em seu departamento de futebol, concretizando as saídas de Roger Machado, Paulo Paixão, Sérgio Vasques e Denis Abrahão

Anúncios
Anúncios

Com o intuito de fazer uma recuperação rápida na Série B, o Grêmio revolucionou seu departamento de futebol, tirando de campo o técnico Roger Machado, além de Paulo Paixão, Sérgio Vasques e Denis Abrahão. Renato Portaluppi, ídolo da nação gremista, foi contratado para substituir Machado.

Com Portaluppi de volta, antiga diretoria de futebol do Grêmio foi demitida.

Diferenças de comando

Anúncios
Anúncios

Essa decisão fez com que o vice-presidente de futebol, Denis Abrahão deixasse o Grêmio, porque, de acordo com informações dadas pela Rádio Grenal, Portaluppi alegou que já possuía contrato direto com o presidente Romildo Bolzan Júnior, desde a sua passagem pelo tricolor gaúcho entre 2016-2021.

Abrahão deixa cargo por preferências de Portaluppi

Devido às preferências de Renato Gaúcho, Denis Abrahão deixou o Imortal, pois entendeu que Portaluppi não seguiria o modelo hierárquico de trabalho com a sua presença no time gaúcho.

Abrahão não foi obrigado a sair, pois Romildo Bolzan teria deixado ele à vontade para tomar a decisão de permanecer no cargo ou não. Denis Abrahão, então, junto à Sérgio Vasques, foram a casa de Roger Machado para comunicar a respeito do desligamento dos profissionais do time gaúcho.

Trajetória de Roger Machado no Tricolor dos Pampas

Roger Machado foi contratado em fevereiro desde ano e conseguiu 17 vitórias, 12 empates e 9 derrotas, em 38 disputas. Finalizando sua segunda passagem pelo tricolor gaúcho com o aproveitamento de 55,2%, Machado conquistou o Campeonato Gaúcho de 2022 e a Recopa Estadual também de 2022.

Anúncios
Anúncios

Até o fim de seus trabalhos no Grêmio, Roger foi defendido por Denis, mesmo apesar dos péssimos resultados obtidos pelo time gaúcho sob o comando do ex-técnico.

Roger teve sua primeira passagem no Grêmio em 2015, quando o profissional levou o Tricolor dos Pampas à 3° colocação da tabela na Série A, caindo nos braços da torcida, após realizar um belo trabalho no time.

Infelizmente, em 2016, após várias goleadas sofridas no Brasileirão, Roger foi demitido do clube gaúcho, dando lugar justamente à Renato Portaluppi, assim como desta vez.

Valdemar medeiros

Graduado publicidade/marketing, redator há 5 anos, ajudando empresas que querem crescer na Internet. Boa leitura, e até breve!
Gremista

© Gremista. Todos os direitos reservados.