Tag: Renato Portaluppi

Pezzolano manda resposta ‘na lata’ para Renato no Grêmio

Após alfinetadas de Portaluppi, Pezzolano deu sua resposta ao novo técnico do tricolor gaúcho.

Renato Portaluppi chegou na última segunda-feira (5) para assumir como o novo técnico do Grêmio, e já chegou dando muito o que falar. Renato é conhecido por alfinetar seus adversários e dessa vez, não foi diferente. O time escolhido foi o Cruzeiro, atual líder da Série B, com 59 pontos.

Renato Gaúcho alfineta líder da Série B, o Cruzeiro

Segundo Portaluppi, o Cruzeiro pode até liderar a competição, porém não demonstra um futebol bonito. O que interessa para Portaluppi, agora é ganhar as próximas partidas e retornar à elite, a Série A. Paulo Pezzolano, técnico da Raposa, disse que a colocação usada por Portaluppi, que utilizou a palavra “bonito”, seja, na verdade, algo subjetivo.

Durante uma entrevista à Rádio 98FM ontem (quinta-feira, 8), Pezzolano disse que tem admiração por Portaluppi, mas mostrou uma opinião bem diferente do que foi falado pelo técnico do tricolor gaúcho.

“Admiro muito Renato Gaúcho como treinador, mas fica aberto: o que é bonito? O que é jogar bonito? É muito pessoal. Para ele, o Cruzeiro não joga bonito, mas para mim jogamos muito bonito. Somos o (time) que tem mais gols na liga, que ataca mais, mais posse de bola, mais triunfos, que se impõe a todos os rivais, somos superiores”, disse Pezzolano à Rádio 98FM.

Pezzolano defende o futebol jogado pela Raposa

Invicto há 11 jogos, Cruzeiro lidera a Série B com 8 pontos de folga para o time, e praticamente já está classificado para retornar à Série A do Campeonato Brasileiro.

A Raposa registrou o melhor ataque e a melhor defesa, além dos melhores números como mandante e visitante de todo o campeonato até agora. Pezzolano acredita que a equipe está sim fazendo um belíssimo futebol, apresentando o melhor de si, diferentemente do que Renato Gaúcho falou à respeito do Cruzeiro.

Grêmio, Grêmio hoje, Renato Portaluppi, Roger Machado

Pedro Ernesto solicita apoio da torcida do Grêmio “não é hora de discutir”

O que se espera é que Portaluppi consiga ajudar o Imortal a voltar para a elite do futebol brasileiro.

Fazendo sua quarta passagem pelo Tricolor Gaúcho, como treinador, Renato Portaluppi, grande ídolo da torcida gremista, já chegou assumindo um árduo compromisso, mesmo estando em um momento bem diferente do Imortal. Renato, que sempre esteve acostumado a estar entre os melhores e maiores times do Brasil e da América, agora assumiu a responsabilidade de ajudar o clube gaúcho a subir para a elite do futebol brasileiro, a Série A.

Imortal Tricolor precisa do apoio da torcida gremista para voltar ao triunfo

De acordo com o jornalista Pedro Ernesto, o Grêmio poderá, ainda, sofrer em alguns aspectos ao longo desse final de temporada do Campeonato Brasileiro da Série B.

No entanto, Renato Portaluppi está de volta ao clube gaúcho no em um momento singular, em que a torcida gremista já estava perdendo a esperança de que houvessem melhorias, após a trágica passagem de Roger Machado, que conseguiu ‘plantar’ essa desesperança na torcida, devido à diversos momentos difíceis enfrentados, todos com sequelas para o time.

Nas palavras de Pedro Ernesto, a seguinte nota foi emitida:

“Mas não é hora de discutir Renato Portaluppi. Como o Grêmio tem sido um imenso barco à deriva, Renato surge como comandante  superior, capaz de apagar os nascedouros de fogo que estão queimando dentro da Arena. Ele gera tranquilidade aos torcedores que o Grêmio irá subir.

Deveria subir, também, se Roger estivesse no clube. Mas este perdeu a segurança dos torcedores, causou um clima de insegurança muito ruim e a troca foi uma necessidade.”

Esperança de volta ao time e à torcida

A contratação de Renato Gaúcho nesse momento difícil, fez com que a torcida gremista respirasse um pouco mais aliviada, com a esperança de volta nos corações dos torcedores do Grêmio, que acreditam em uma melhora técnica do time gaúcho.

Agora, o Grêmio precisa vencer o Vasco na próxima rodada, que acontecerá no próximo dia 11 (domingo), e seguir garantindo seu acesso à Série A.

O momento agora é de total apoio ao clube gaúcho, mantendo a esperança de que o tricolor voltará à elite do futebol brasileiro.

Grêmio hoje, Renato Portaluppi, Tricolor Gaúcho

Com a volta de Renato, Grêmio muda ambiente e torcida se anima com selfies e sorrisos

Renato Gaúcho e Grêmio não estavam separados, só haviam dado um tempo. Nesta segunda-feira (5), foi a quarta vez que o técnico assumiu as rédeas do time que idolatra como atleta, e nesta posição está novamente. A volta a Porto Alegre teve tudo o que caracteriza a Portaluppi: jovialidade, óculos escuros, confiança e muita integridade.

Renato e a volta ao tricolor imortal

Renato não é do tipo que se esconde. Quando pode, fala livremente sobre sua vida e expõe claramente seus pensamentos e planos. Foi assim em uma coletiva de imprensa que durou mais de 40 minutos no CT Presidente Luiz Carvalho. “Casa cheia, hein. Quero ver domingo, na Arena”, brincou ao final do período sabático dos jornalistas.

Renato Gaúcho pede que torcedores ‘abracem’ Grêmio: “Não vai faltar entrega”

“Um treinador de futebol deve sempre ter cuidado ao telefone. O mais importante é quando não está trabalhando (risos). Recebo muitas ligações, mas me comprometi com minha família. Treinar é bom, ganhar dinheiro é bom. Digo a todos os meus amigos: caixão não tem gaveta, você não lida com dinheiro, deveria ser feliz. Os últimos cinco anos foram muito corridos, aqui e no Flamengo, tirei um ano para descansar e prometi a mim mesmo que não trabalharia até o final do ano para estar com minha família”, disse.

“Recusei muitos convites este ano, mas não pude fazer isso com o tricolor. Sempre me dei bem com ele, temos uma linha direta. Não pude recusar. Nossa conversa foi rápida em aceitar, pessoalmente. O Grêmio é único”, acrescentou.

Antes da coletiva de imprensa, Renato foi recebido por centenas de torcedores do Grêmio no Aeroporto Salgado Filho, na capital gaúcha. Lá, ele foi gentil com todos, parou para tirar fotos, dar autógrafos e encontrou o amor. No rosto, além do sorriso estampado, os conhecidos óculos escuros, que enfeitavam todas as selfies com os celulares dos fãs que chegaram até a separação da área.

“Gosto de desafios. Conheço este clube e foi um pedido do presidente que aceitei com muito gosto. Recomendo vivamente os nossos adeptos. Não há como recusar tal convite. Quero ajudar, de uma forma ou de outra , para voltar à Série A. O lugar que o Grêmio nunca deveria ter saído”, disse.

Durante toda a conversa, Renato estava confiante. Ele disse que, com o apoio dos torcedores, o Grêmio voltará à Série A. Ele confirmou que não faltará empenho e reiterou que ‘sabe do que os jogadores gostam’ ao trabalhar com o clube.

Lembranças

Houve também um tempo para lembrar quando eu era um atleta. Quando questionado sobre sua atuação para melhorar a qualidade do time, ele apenas sorriu e revelou seu trabalho como jogador. “Seria fácil se eu pudesse jogar, ok (risos)… Mas tem gente talentosa aqui. Sou uma pessoa prestativa. Sei o que posso acrescentar a esse time, por isso sou uma pessoa prestativa. aqui. Confio no meu trabalho e na comissão”, insistiu.

Os jornalistas que estavam lá também viraram assunto do Portaluppi. Até mesmo ‘Colorados’, segundo ele.

“Todo mundo é do Rio Grande do Sul. Pode ter colorados aqui, é normal, vamos respeitar, mas vamos trabalhar para colocar o Grêmio lá. Não adianta criar algo pequeno todo dia. O Grêmio vai acordar, e é é importante para nós nos unirmos na mídia. O objetivo é que os dois grandes clubes permaneçam na Série A. A queda também é ruim para a mídia. Agora cabe a nós, você sabe, ter mais unidade com vocês da mídia. Um time grande que volta para a Série A é bom para todos”, cita.

Resumindo, Renato era Renato, como a diretoria pretendia. A volta do treinador funcionou, antes mesmo de sua estreia, para mudar completamente a situação na Arena do Grêmio. Se antes havia críticas e desconfianças, Portaluppi parece ser um escudo para as necessidades da multidão e explode sua coleção de frases e sorrisos que visam iluminar o meio ambiente e a mídia.

“Confio no meu time”, “pode ​​ter certeza”, “é o que sempre digo para você”, suas palavras maravilhosas, e voltou ao convívio do Grêmio depois de mais de 500 dias.

Brasileirão série B, Renato Portaluppi

Renato já liderou vários jogadores do atual elenco do Grêmio e espera fazer um jogo difícil contra o Vasco

Renato é o novo técnico do Grêmio, pela quarta vez. O técnico, ídolo do clube, substituirá Roger Machado após uma série de maus resultados e más atuações no Campeonato Brasileiro Série B.

Com sua última mudança, entre as temporadas de 2016 e 2021, Renato já trabalhou com boa parte dos atuais jogadores. Portanto, a adaptação do treinador deve ser rápida e suave.

Renato já trabalhou com 13 jogadores do Tricolor

Do time atual, o “novo” comandante já trabalhou com 13 jogadores. São eles: Brenno, Gabriel Grando, Edílson, Leonardo Gomes, Diogo Barbosa, Geromel, Kannemann, Thaciano, Thiago Santos, Lucas Silva, Ferreira, Guilherme e Diego Souza.

Espera-se saber como Renato vai organizar o time em campo e qual deve ser sua escolha no time titular. Por trás dessas cenas há detalhes que o Comandante deve priorizar os jogadores que passaram por suas mãos, eles conhecem melhor a área do campo e como fazê-lo.

Renato comandará pela primeira vez em jogo contra o Vasco

Essa expectativa será resolvida apenas durante a semana, com os treinos e a largada do Portaluppi no bunker do Gremista.

A volta da imagem enfrentará o Vasco, na partida mais difícil na Arena, já que o time carioca é o rival direto do tricolor em busca da promoção da separação. Neste jogo, o Grêmio já se prepara para receber um grande público.

O clube espera conquistar os mais de 51 mil torcedores que estiveram na Arena no jogo contra o Cruzeiro, no dia 21 de agosto, quando o tricolor empatou por 2 a 2, após gols de Diego Souza e Bitello.

Grêmio e Vasco brigam ponto a ponto dentro do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Atualmente, com mais um jogo, o tricolor está à frente do time carioca, na terceira colocação, com 47 pontos.

Brasileirão série B, Renato Portaluppi, Tricolor Gaúcho

Com a retomada de Renato Portaluppi, Grêmio pretende ser o maior oponente da temporada contra o Vasco

O Grêmio espera encontrar na partida contra o Vasco, no dia 11, na Arena, seu maior público até agora nesta temporada. O jogo marca o reinício de Renato Portaluppi no comando do clube depois de mais de um ano afastado.

Grêmio pretende conquistar 51 MIL torcedores

O clube espera conquistar os mais de 51 mil torcedores que estiveram na Arena no jogo contra o Cruzeiro, no dia 21 de agosto, quando o tricolor empatou por 2 a 2, após gols de Diego Souza e Bitello.

Contra o Vasco, Grêmio diz que tomará as devidas medidas para evitar conflitos na Arena


Neste jogo com o Vasco, o clube já prepara uma série de medidas para evitar problemas como os que aconteceram no jogo com o Cruzeiro. A direção do Grêmio, conforme revelou o presidente Romildo Bolzan, criou uma equipe que trabalha com o gestor da Arena para aumentar o número de catracas, com o objetivo de diminuir as filas para entrar no estádio, além de aumentar o número de funcionários de apoio para ajudar a gestão pública.

Grêmio e Vasco brigam ponto a ponto dentro do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Atualmente, com mais um jogo, o tricolor está à frente do time carioca, na terceira colocação, com 47 pontos.

Brasileirão série B, Renato Portaluppi

Boca Juniors quer Renato Portaluppi como técnico; “Se me chamar vou analisar”

A poucos dias atrás recebeu proposta milionária de um clube Árabe, e ontem o Boca Juniors procurou Renato Portaluppi.

O Boca Juniors ganhou candidatos para o cargo na sexta-feira em busca de um treinador após a demissão de Sebastian Batalha. Este é Renato Portalupi, que está desempregado desde que deixou o Flamengo no final de 2021. Em entrevista à DirecTV Sports Rádio da Argentina, o profissional disse que viu um bom olho na direção de Xeneizes: “Se o Boca me chamar, sou treinador e vou ver qualquer oferta que vier”. Disse Renato Portaluppi.

Renato destacou a grandeza do Boca Juniors e a torcida apaixonada que tem: “O Boca sempre me chamou a atenção, é um grande clube com um grande público”.

Ícone do Grêmio, o profissional treinou o clube gaúcho por três mandatos: 2010-2011, 2013 e 2016-2021. Da última vez, Renato Portarupi conquistou títulos importantes como a Copa do Brasil (2016), Libertadores (2017) e Recopa Sul-Americana (2018). Gauchão (2018, 2019, 2020 e 2021) e Recopa Gaúcha (2019).

Renato Portaluppi

  • 1
  • 2
Gremista

© Gremista. Todos os direitos reservados.