Kannemann a um passo do Catar, espera pela proposta final do Grêmio

Kannemann a um passo do Catar, espera pela proposta final do Grêmio

Anúncios
Anúncios

A relação de seis anos de Kannemann com o Grêmio pode estar chegando ao fim. O zagueiro de 31 anos renovou o seu contrato com o clube a 31 de dezembro de 2022, juntando-se a uma lista de reforços de vários clubes do Médio Oriente e mercados europeus.

Com menos de seis meses de vínculo com a equipe gaúcha, o argentino pode assinar um pré-contrato com quem estiver interessado. As primeiras ofertas estão começando a chegar. Na ausência de qualquer comunicação com a direção do Grêmio sobre o assunto, o jogador e seus representantes ouvirão sobre suas alternativas futuras e possível saída do jogador.

Anúncios
Anúncios

Essa situação não é nova para os dirigentes do Grêmio. O assunto foi levantado em entrevistas ao longo da temporada, mas na época, Kannemann não havia se recuperado de uma cirurgia para corrigir uma lesão no quadril. O defensor está atualmente sendo tratado no departamento médico após sofrer uma lesão muscular de grau 2 na panturrilha esquerda em 18 de junho.

— O Kannemann é um dos jogadores mais sanguíneos que conheci. É um dos homens mais leais e comprometidos com o clube que tratei até hoje. Não falamos nada nesse sentido (renovação) porque não é a hora. Vamos deixar o tempo passar e tratar em um momento mais oportuno — afirmou o presidente, no dia 12 de maio.

Romildo Bolzan

Oficialmente, a fala do dirigente do Grêmio é que o tema ainda será analisado. A situação não é tão simples de resolver, segundo fontes de informações. Um desejo quase unânime de manter o jogador tomou conta das redes sociais depois que foi divulgado informações sobre a oferta do clube do Catar.

No entanto, a pressão pública dos fãs sobre a direção não mudou em nada até o momento. Apesar de reconhecer a qualidade técnica e liderança dos companheiros, não há consenso do lado da gestão sobre a necessidade de garantir um alto investimento pelo zagueiro.

A Liga do Catar planeja sediar a Copa do Mundo até o final deste ano para aproveitar toda a promoção do esporte no país e pretende investir para garantir a chegada de jogadores que aprimorem seus clubes. E o nome de Kannemann é o perfil procurado. Jogadores experientes, com passes da seleção nacional, ajudarão na implementação do esporte local.

Anúncios
Anúncios

O valor envolvido na proposta do Catar é muito superior ao nível real do mercado brasileiro. A ideia era que se Kannemann aceitasse iniciar as negociações, ele poderia ser contratado imediatamente. Para isso, o Grêmio poderia exigir algum tipo de compensação financeira para liberar o jogador. Ou apenas esperar o argentino completar os últimos seis meses de contrato e deixar Porto Alegre de graça no fim do prazo. As multas de rescisão no exterior são de aproximadamente US$ 10 milhões (aproximadamente R$ 53 milhões nas taxas de câmbio atuais).

A avaliação da equipe de Kannemann foi de que o Grêmio conseguiu determinar a situação. Caso o clube gaúcho queira manter o jogador por mais tempo, basta fazer uma oferta e manifestar o desejo de ficar. As questões financeiras não foram priorizadas pelo clube.

A família do jogador se adaptou ao Brasil e não vê problema em continuar morando em Porto Alegre. A propósito, o filho mais novo do argentino nasceu nesta cidade. Mas a avaliação do projeto vai impulsionar o argentino na reta final de sua carreira. Em tom informal, diz-se que o argentino “não vai pedir para jogar no Grêmio”, mas também faz questão de não deixar o clube pela porta dos fundos depois de seis anos e 10 títulos.

No caso de Kannemann, o nível salarial do jogador é considerado bastante alto na realidade brasileira. Ele e Grommel são os dois jogadores mais bem pagos do clube. Segundo fonte que consultou a direção do Grêmio, o custo é de cerca de 1 milhão de reais por mês.

Contratado em 2016 como aposta para enfrentar as dificuldades da defesa esquerda do time de Roger Machado, o argentino conquistou a torcida. Com estilo muito intenso e entrega abrangente, Kannemann e Geromel formam uma dupla consagrada pelo tempo. Ambos confirmaram sua excelente forma em Porto Alegre e foram recompensados ​​com extensões de contrato nos últimos seis anos.

O primeiro aumento salarial e reajuste da duração do contrato ocorreu em julho de 2018. O Grêmio mudou-se para manter Kannemann após receber um inquérito do clube italiano. Fica acordado que os títulos só vencerão no final de 2020. No final de 2018, foi reajustado novamente e o contrato foi renovado novamente. O zagueiro aceitou uma extensão de contrato até dezembro de 2022 e continua recebendo o maior salário do clube.

Na temporada Kannemann não tem jogado muito, pois as lesões tem incomdoado o jogador. Bruno Alves por enquanto segue substituindo o zagueiro

Gremista

© Gremista. Todos os direitos reservados.